CPI é descartada e denúncias de supostas irregularidades na prefeitura vão para o Ministério Público

Uma Comissão formada por vereadores analisou com muito critério as 13 denúncias feitas pelo ex-secretário municipal de gestão pública, Fernando Antônio do Amaral e pelo menos sete foram confirmada como irregulares e com isso foi cogitada a abertura de uma CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito na Câmara Municipal para analisar e decidir o futuro do prefeito.

O presidente da comissão que analisou todas as denúncias, o vereador Marcílio Magela de Souza, destaca que a abertura da CPI está descartada, as irregularidades confirmadas já estão no Ministério Público de Pará de Minas e, a partir de agora, a justiça que vai decidir o que pode acontecer com o gestor público do município.

O prefeito Elias Diniz preferiu não falar sobre o assunto e disse que seu objetivo é trabalhar para o município de Pará de Minas e melhorar a qualidade de vida da população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *